Publicamos as comunicaçons lidas onte ao remate da manifestaçom polo arquivo do sumário da ‘Operación Jaro’


Muriel Tobio.png Como informavamos na notícia anterior, duas comunicaçons fôrom lidas onte ao remate da manifestaçom nacional convocada por 71 entidades sociais, sindicais e políticas. A primeira, de apresentaçom do ato celebrado na praça do Toral, a cargo de Cristina Rodríguez, da iniciativa Que Voltem! A segunda, por parte de Ximena González, da associaçom cultural A Galleira de Ourense e de Paulo Tobio, do grupo musical Liska. Anexamos ambas comunicaçons por ordem de leitura. Segue a ler

Mais de 500 pessoas denunciam a repressom e reclamam em Compostela o arquivo do sumário da ‘Operación Jaro’

Manifa 23 abril.pngPor volta de 500 pessoas percorrérom neste domingo as ruas de Compostela aderindo assim à convocatória de 71 entidades sociais, sindicais e políticas que reivindicavam o arquivo “imediato e definitivo” do sumário da Operación Jaro, o cessamento unilateral dos operativos policiais que tenhem como objetivo o combate do independentismo galego por parte do Estado espanhol e um marco real e efetivo de liberdades democráticas para a Galiza. Segue a ler

70 entidades convocam a manifestaçom nacional em solidariedade com as independentistas da ‘Operación Jaro’

Gente_   Quase 70 associaçons, centros sociais, partidos, organizaçons políticas e juvenis, sindicatos, grupos feministas, coletivos de defesa da Terra, etc. convocam neste domingo a manifestaçom nacional que reclamará plenas liberdades democráticas na Galiza, o arquivo definitivo do sumário da Operación Jaro e a finalizaçom das montagens policiais rumados a modelar os estados de opiniom da sociedade galega e o mapa político nacional a golpe de Guardia Civil, Audiencia Nacional, satanizaçom mediática e ameaças de cárcere. Segue a ler

Assembleias abertas comarcais difundirám a convocatória de manifestaçom contra a persecuçom estatal do independentismo

Cartaz 23 de abril.jpg A manifestaçom nacional de 23 de abril contra a persecuçom idelógica, policial e judicial do independentismo organizado, e da própria possibilidade de existência dum projeto político independentista neste País, irá precedida da celebraçom de assembleias de participaçom aberta em 12 comarcas. O objetivo destas assembleias é desenvolver a campanha informativa e propagandística para a mobilizaçom nacional. Segue a ler